segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009

Alguns comportamentos desviantes podem promover a mudança social

“Seria um erro olhar para o desvio segundo uma perspectiva totalmente negativa. Qualquer sociedade que reconheça que os seres humanos têm valores e preocupações diversas deve encontrar espaço para os indivíduos ou grupos cujas actividades não estão em conformidade com as regras seguidas pela maioria.
As pessoas que desenvolvem ideias novas nos campos da política, da ciência, da arte ou outras áreas, são muitas vezes olhadas com suspeição ou hostilidade por aqueles que seguem as normas ortodoxas. Por exemplo, os ideais políticos desenvolvidos durante a revolução americana – liberdade individual e igualdade de oportunidades – depararam-se, na altura, com a resistência feroz de muitos, embora hoje sejam universalmente aceites.
O desvio às normas dominantes de uma sociedade implica coragem e determinação, mas é frequentemente um processo crucial para garantir as mudanças que são mais tarde consideradas como sendo de interesse geral.”
Anthony Giddens, Sociologia, 3ª edição, F.C. Gulbenkian, Lisboa, 2002, 214-215.
“Os desvios das normas nem sempre são negativos, e muito menos criminosos. Um membro de um clube social exclusivo que reclama contra uma política tradicional de não permitir que a admissão de mulheres, negros e judeus é desviante em relação às normas do clube. Tal como um polícia que denuncia a corrupção ou a brutalidade dentro do seu departamento.”
Richard Schaeffer, Sociologia, 6ª Edição, MacGraw-Hill, São Paulo, 2006, pág. 180.
1. Dê exemplos de comportamentos desviantes que tenham promovido mudanças sociais positivas.
2. A tolerância ao desvio, defendida por Giddens como meio de promover a mudança social e a inovação, poderá levar a rupturas sociais e à anomia? Porquê?

Sem comentários: